Pesquise Aqui!

31 de dez de 2010

Motopatrulha rural é lançada em Ipaba


IPABA - O 4º Pelotão sediado em Ipaba lançou nos últimos dias a motopatrulha rural em sua área, com o emprego conjunto de três motocicletas.
O patrulhamento atende Ipaba, Iapu e Bugre, onde é empregado um militar e uma motocicleta dos municípios. O contato da Policia Militar junto ao cidadão que reside em locais distantes já culminou no recolhimento de duas armas de fogo.

¨O problema  agora é: Como o pessoal da zona rural se defenderão contra as feras selvagens¨!!!

29 de dez de 2010

COMÉRCIO PROTEGIDO EM IPABA


IPABA – O Pelotão da Polícia Militar de Ipaba lançou na manhã de ontem o programa Rede de Comércios Seguros. O projeto tem o objetivo de intensificar a relação entre os comerciantes da cidade e evitar que sejam surpreendidos por assaltantes e golpistas, além das pessoas que furtam nas lojas. Segundo a PM, no período do Natal não foi registrada nenhuma ocorrência de destaque na área comercial do município.

27 de dez de 2010

Insanidade pode livrar lavrador de enfrentar o júri


Assassino passará por perícia médica. Caso comprovado que tenha problemas mentais, ele deverá deixar o Ceresp de Ipatinga para ser tratado em um hospital psiquiátrico


No dia do homicídio, José Geraldo chegou a declarar à polícia que matou a mulher “porque o diabo pediu” IPABA – Atualmente recolhido no Centro de Remanejamento de Presos (Ceresp) de Ipatinga, o lavrador José Geraldo da Silva, de 42 anos, assassinou a própria esposa, Marli Moreira da Silva, 46, no dia 8 de agosto deste ano, em Ipaba. Indiciado pela Polícia Civil por homicídio qualificado, ele poderá escapar de júri popular. O advogado de José Geraldo, Reinaldo Cândido Dias, sustenta que ele é portador de insanidade mental e já requereu que uma perícia médica seja realizada. A solicitação foi atendida pelo juiz Antônio Augusto Calaes de Oliveira, da 2ª Vara Criminal de Ipatinga, e o processo acerca do assassinato de Marli está suspenso.



O advogado Reinaldo Cândido esclarece que o laudo da perícia médica a ser realizada no réu poderá concluir que ele é completamente incapaz de entender o ato delituoso do fato, ou seja, que não sabia o que estava fazendo quando matou a mulher. Caso isso aconteça, conforme prevê a Lei, o lavrador não poderá ir a julgamento. “Houve uma audiência em que José Geraldo conversou com o juiz Antônio Augusto Calaes. O magistrado percebeu que havia algo errado no comportamento dele e concordou em verificar a possível presença dessa insanidade mental”, explicou Reinaldo Cândido na tarde desta quinta-feira (16).



Se de fato ficar comprovado que José Geraldo é mentalmente insano, o juiz Antônio Augusto Calaes deverá determinar que ele saia do Ceresp e seja tratado em algum hospital psiquiátrico.



O assassinato

Na madrugada de um domingo, Marli Moreira foi estrangulada e violentamente golpeada com um tamborete quando estava deitada, lendo a Bíblia, em sua residência, na Avenida José Rodrigues de Almeida, no Centro de Ipaba. Autor confesso do crime, José Geraldo se entregou à Polícia Militar e foi levado à 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil (1ª DRPC) de Ipatinga. O homicídio deixou aterrorizados os moradores do município. O assassino chegou a declarar à polícia que matou a esposa “porque o diabo pediu”.



A PM chegou ao local do crime e encontrou Marli já sem vida, ensangüentada e caída no interior da residência. O lavrador disse aos policiais que foi obrigado a matá-la, uma vez que ela estava lhe ameaçando e também estava muito agressiva. Na ocasião, José Geraldo afirmou que primeiro estrangulou a esposa e depois deu três pancadas na cabeça dela com o tamborete. Havia ferimentos nos braços da vítima, indicando que ela ainda tentou se defender.



Declarações

Ainda no dia do homicídio, o lavrador, que já havia sido preso por crime ambiental, conversou com o jornal VALE DO AÇO e revelou que conhecia Marli há três anos, mas que eles passaram a se relacionar como marido e mulher e morar juntos havia cerca de oito meses. O assassino deu estranhas e macabras declarações acerca das circunstâncias que teriam motivado o crime. Segundo ele, assassinou Marli porque o diabo mandou. José Geraldo justificou que “o demônio queria o sangue de Marli”.



Também conforme o homicida, ele e a esposa ingeriram cachaça na tarde do dia anterior ao assassinato. No entanto, o lavrador garantiu que a embriaguez do casal não culminou no crime. Antes de matar a esposa, o lavrador a obrigou a engolir dentes de alho, conforme ele, para “purificar a alma dela”.



Após cometer o assassinato, o lavrador pulou uma das janelas da residência e foi para a rua. Segundo testemunhas, ele gritava: “Socorro, aconteceu um negócio. Marli está morta. Podem chamar a polícia pra mim”.

26 de dez de 2010

Educação dentro da penitenciária de Ipaba


Escola que funciona há 12 anos no presídio de Ipaba forma mais 23 sentenciados em Ensino Médio e Fundamental






IPABA – Vinte e três presidiários da Penitenciária Dênio Moreira de Carvalho receberam, na tarde desta segunda-feira (20), os diplomas de formação na escola estadual que funciona dentro da prisão. Eles concluíram o 3º Período do Ensino Fundamental e 3º Período do Ensino Médio. Ambos os cursos são oferecidos por meio do EJA (programa Educação de Jovens e Adultos). A cerimônia de entrega dos certificados ocorreu no auditório da Penitenciária, em Ipaba, e contou com a presença de autoridades da região.


A escola, que funciona há 12 anos na penitenciária, é uma forma de ressocialização dos detentos. “Esse projeto é voltado para despertar o talento de cada um. A possibilidade de estudar dentro da cadeia faz com que a auto-estima deles melhore bastante”, falou a juíza Marli Maria Braga Andrade. “Muitos sentenciados chegam aqui sem nenhuma escolaridade, e os cursos são uma forma deles se desenvolverem aqui dentro”, acrescentou a magistrada, explicando que a cada 18 horas de estudo o preso recebe a remissão de um dia no total da pena a ser cumprida.


Além de ser uma forma de dar seguimento à escolarização dos detentos, as aulas ajudam no comportamento dentro da cadeia. “A escola ajuda muito no bom comportamento deles. O preso busca um meio de crescer junto à educação e também diminuir sua pena, o que melhora muito o ambiente”, completou Marli.


“O projeto só dá bons resultados. Já vi muitos ex-alunos que estão bem lá fora, até um que se tornou advogado. É muito gratificante fazer parte disso”, ressaltou a diretora Lila Martins, que há quatro anos comanda a escola.


Apoio da família


Dos 150 presos que cursam o ensino médio e fundamental atualmente, 23 receberam o diploma nesta segunda, entre eles José Araújo, 25, que cumpre pena por tráfico de drogas. “Esse é o primeiro passo para a ressocialização. Estava no segundo ano do ensino médio quando cheguei aqui, e agora eu penso em continuar meus estudos”, contou o formando, detido em fevereiro deste ano. “Na semana passada a gente fez o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e agora eu já penso cursar uma faculdade”, adiantou o detento.


Além de enxergar nos estudos uma forma de mudar de vida, José vê no filho o caminho para um futuro melhor. “Tenho uma companheira há dois anos e a gente não planejou ter um filho. Mas o Miguel foi o melhor acidente que aconteceu na minha vida”, falou o detento, referindo-se ao filho de seis meses. “Ele é meu grande incentivo. Antes de fazer qualquer coisa, eu penso nele. O Miguel não é só o motivo de eu sair daqui, mas principalmente o meu plano de vida”, concluiu.

13 de dez de 2010

Acidente na Avenida Manoel Machado Fanco

IPABA - Um acidente com grandes estragos e que por muito pouco não tirou a vida de três pessoas foi registrado no fim da manhã de domingo. O mecânico Cristiano Francisco da Silva, 21 anos, trafegava com o Gol placas HCL-1804 (Mantena), pela avenida Manoel Machado Franco, quando perdeu o controle do veículo, no Centro de Ipaba.  Cristiano não possui carteira de habilitação.
Foram atropelados o cobrador da Univale Giliardes Reinaldo de Almeida Miranda, de 30 anos, Kesya Laís Arruda dos Santos, 14, e Eduardo Marcelino dos Santos, 21, estes dois em bicicletas. Com ferimentos variados, as vítimas foram levadas ao hospital Márcio Cunha, em Ipatinga, em uma ambulância



O carro atingiu a parede da loja Mil Coisas, quebrou a quina de aço que protege os vidros da porta, logo em seguida atingiu a casa de número 563, quebrando os vidros da porta, e só parou ao bater em uma terceira casa. Testemunhas informaram que o condutor trafegava em alta velocidade na hora do acidente.
Expedito Atanásio da Silva, 68, ex-vereador, alegou que tinha saído do lugar onde o carro estava estacionado. Foi quando percebeu que alguém tinha saído no seu veículo, que estava com as chaves na ignição. Neste momento foi informado sobre o acidente. Porém, Cristiano alegou que o dono lhe emprestou o Gol. O caso será apurado pela Polícia Civil.

9 de dez de 2010

Presos de Ipaba produzem 200 brinquedos para Natal


Lairto Martins 

As crianças carentes ganharão brinquedos feitos na marcenaria da unidade prisional, onde até um super barco de madeira já foi produzido
IPABA – A Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) da Secretaria de Estado de Defesa Social adotou mil cartinhas do projeto Papai Noel dos Correios. Todas as pessoas – do subsecretário aos detentos – se mobilizaram para garantir o sorriso de crianças ou adultos carentes. Na Penitenciária Dênio Moreira de Carvalho (PDMC), em Ipaba, vinte presos que trabalham na marcenaria produzirão, até o dia 14 de dezembro, cerca de 200 brinquedos de madeira, entre casinhas de bonecas, carrinhos e brinquedos pedagógicos. “É muito gratificante a Suapi participar deste projeto. Todo mundo vibra com ele”, diz o diretor da unidade, Adão dos Anjos. 


O diretor da PDMC conta que há nove anos a penitenciária arrecada brinquedos junto à comunidade para presentear os filhos dos detentos no Natal e no Dia das Crianças. Há também doações de cestas básicas, que são repassadas às famílias dos presos que residem em Ipaba.

Detentos de várias unidades prisionais de Minas Gerais se engajaram na idéia. Eles irão fabricar bolas, agasalhos, brinquedos de madeira e bicicletas para presentear os inúmeros autores das cartas que solicitaram algum dos itens produzidos. No próximo dia 16, os presentes construídos pelos detentos serão recolhidos pelos Correios, junto com aqueles comprados por funcionários da Suapi que se tornaram padrinhos de uma das crianças ao escolher algum dos pedidos endereçados ao Papai Noel.

A idéia de aderir ao projeto dos Correios surgiu no ano passado. Na ocasião, foram adotadas 300 cartas. Para o subsecretário de Administração Prisional, Genilson Zeferino, a iniciativa é fruto do constante trabalho de humanização do sistema prisional. “A população tende a ter preconceito, enxergam os presos como pessoas que não têm sentimento, que querem o mal da sociedade, como se essa percepção justificasse o esquecimento. Com essa ação os presos mostram que, embora esquecidos, eles querem um contato com o mundo”, afirma. 

O depoimento de um preso do Complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Contagem, segundo o subsecretário, comprova o desejo que eles têm de participar da vida em sociedade. “O detento disse que o mês de dezembro sempre mexe com ele. Há oito anos preso, ele conta que no Natal sempre se lembra da infância. E que essa será a primeira vez que poderá doar um presente que ele mesmo fez”, conta Zeferino.  
Outras unidades 
No Complexo Penitenciário Nelson Hungria e em outras três unidades prisionais do Estado, os detentos estão envolvidos na produção de bolas para serem dadas de presente às crianças. No Presídio Floramar, em Divinópolis, onde há um setor de confecção, serão feitos agasalhos. Nos presídios de Curvelo e Araxá, os presos estão reformando bicicletas que também vão ser repassadas às crianças que escreveram cartas para o Papai Noel. 

Além das iniciativas próprias de cada estabelecimento, nas unidades prisionais mineiras haverá, no fim de semana do Natal, um almoço especial para os presos e suas famílias. “É para amenizar, nesse período, este mundo tão duro e torná-lo mais humano. Nesse dia, em vez de troca de presentes, há troca de carinho”, conclui o subsecretário da Suapi.

23 de nov de 2010

Suspeito de matar Oséias já está detido

O suspeito de assassinar o jardineiro Oséias chegou a ser detido pela Polícia Militar e encaminhado à 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil (1ª DRPC) de Ipatinga. “A informação que recebemos de familiares no dia do fato é que o autor do crime seria um indivíduo que teria tido um desentendimento com a vítima há alguns meses. Estivemos na casa desse suspeito. O encontramos e realizamos buscas na residência, mas nada de irregular foi localizado. Assim mesmo, por uma questão de precaução, nós o conduzimos até a delegacia, afim de que ele fosse ouvido pelo delegado de plantão”, explicou o tenente André Pedrosa, chefe da PM em Ipaba. Ele lembrou que não havia provas que, de fato, incriminasse o acusado. “Tínhamos somente informações da família. Não houve uma testemunha ocular que apontasse um autor. A pessoa que viu, a mãe da vítima, alega que era um indivíduo encapuzado, todo vestido de preto e que teria fugido em seguida, não dando a rota certa de fuga, nem outras informações que pudessem nos ajudar”, afirmou.

De acordo com o oficial, o jardineiro possuía parentes envolvidos na criminalidade. “O Oséias fazia parte de uma família problemática, com irmãos e parentes envolvidos em crimes no bairro, como furtos. Nós, da PM e a Polícia Civil, já fizemos várias prisões envolvendo familiares dele, porém ele chegou à cidade há cerca de uma semana. Estava no Rio de Janeiro e, desde que chegou, nós tivemos informações de que ele estaria envolvido em delitos junto com os irmãos. A gente acredita, temos essa vertente, que o autor desse assassinato pode ser alguma vítima de furto que teria ficado revoltada. Em represália a isso, ela teria praticado esse homicídio. É lógico que nós temos que trabalhar essas informações, levantar os últimos furtos que Oséias cometeu e tentar relacionar”, esmiuçou André. 

Jardineiro que escapou da morte no RJ é assassinado

Vítima viu dois de seus irmãos serem executados no início do ano no estado fluminense. Ele perdeu a vida da mesma forma neste fim de semana 

Emmanuel Franco
Repórter 

AKR 

Oséias foi surpreendido pelo homicida quando assistia televisão deitado no sofá de sua residência
IPABA – 
Há 10 meses, o jardineiro Oséias Ferreira de Oliveira, de 37 anos, viu dois de seus irmãos serem assassinados no Rio de Janeiro (RJ), e por muito pouco também não foi morto a tiros. Entretanto, ele acabou morrendo como os irmãos em um homicídio na noite deste sábado (20), em Ipaba. Oséias recebeu três disparos de arma de fogo na cabeça e um no peito quando assistia televisão deitado no sofá de sua residência. 

Em janeiro deste ano, os dois irmãos de Oséias, Daniel, 28, e Amós Ferreira de Oliveira, 32, foram mortos dentro de casa, no Bairro da Taquara, zona rural do Rio de Janeiro. Quatro pessoas invadiram o imóvel e efetuaram vários tiros contra os três. Os dois mais novos morreram na hora – executados com tiros na cabeça. O mais velho, alvo principal dos criminosos, conseguiu se esconder atrás de uma porta e escapar dos homicidas. Os três eram oriundos do Vale do Aço. Oséias estava no RJ há seis anos. Daniel e Amós há apenas alguns meses. 

Na noite deste sábado, policiais militares estiveram na casa do jardineiro, na Rua Fortaleza, no Bairro Paraíso, em Ipaba, e o encontrou deitado no sofá, já baleado e morto. A mãe de Oséias, a aposentada Marília Ferreira Oliveira, 70, perdeu os dois filhos em janeiro e presenciou o terceiro ser morto neste fim de semana. “O homem que matou Oséias estava de touca ninja na cabeça. Ele é magro, alto e vestia roupa preta. Quando ele chegou, eu estava sentada em uma cadeira. Pôs o pé na porta, entrou na sala e deu tiros na cabeça do meu menino. Só falei: ‘Jesus tenha misericórdia’. O assassino saiu e eu o acompanhei até no portão. Ele desceu correndo, montou em uma moto lá embaixo e ‘rachou o fora’”, descreveu a idosa.
De acordo com a mãe dos três assassinados, o indivíduo que matou Oséias agiu muito rápido. “Não pude fazer nada. Meu filho estava assistindo jornal na TV e também não teve tempo para se defender. O assassino entrou segurando o revólver, encostou na cabeça do meu garoto e atirou. Ele esperou o meu esposo e o meu outro filho sair pra poder chegar e atirar. Já estava ‘tocaiando’ Oséias há muito tempo. É o terceiro filho que perco só esse ano. Todos três vítimas de homicídio”, lamentou. 

Marília ainda clamou por providências da polícia. “Desejo que o assassino seja preso, pois meu filho era inocente. Precisa haver justiça. Não tive medo quando esse homem invadiu minha casa. Se tivesse condições de fazer alguma coisa, eu tinha feito. Mas eu estou uma pessoa muito fraca desde a morte dos meus outros dois filhos. Tive começo de derrame e estou debilitada. Então não pude fazer nada”, concluiu a aposentada.

Oséias estava em Ipaba há pouco mais de uma semana. Depois do assassinato dos irmãos, ele voltou para o Vale do Aço, ficou alguns meses e retornou novamente ao estado carioca. 

Mulher pode ter sido pivô do homicídio  
Outro irmão de Oséias, o trabalhador rural Cléber Ferreira Oliveira, de 49 anos, revelou que o assassinato deste sábado (20) não está ligado a nenhuma confusão anterior no estado fluminense. “Não tem nada a ver com o problema no Rio de Janeiro. Se fosse alguém de lá, seria desconhecido. Não ia chegar aqui e colocar uma touca ninja. Quem matou Oséias é gente daqui da cidade. E eu conheço essa pessoa”, disse, acrescentando sobre a motivação: “O negócio é o envolvimento de Oséias com uma mulher aqui do bairro. Antes, meu irmão morava no RJ e teve um caso com ela, sem o marido saber. Depois, o esposo dela descobriu e eles até brigaram. Meu irmão foi até parar na cadeia por causa disso. Ele voltou e essa rixa não acabou. Ele não tinha mais envolvimento com essa mulher, mas a mágoa do marido dela ficou guardada. Nunca mais o cara fez amizade e nem conversava com a gente. Ele estava diferente”.

Cléber declarou que a família jamais fará justiça com as próprias mãos. “Vamos deixar a polícia trabalhar. A autoridade sabe trabalhar e descobrir, pois estudou pra isso. Eu sou até analfabeto, mas, mesmo assim, inteligente. Não pude estudar, mas inteligência eu tenho. Não adianta tentar me passar pra trás, achando que vai me enganar por ter colocado um capuz na cabeça. Eu conheço a pessoa até pelo corpo e eu sei quem é quem. Não é só o rosto não”, comentou. “Os assassinos do meu irmão são moradores aqui próximos. Um atirou e o outro deu fuga”, finalizou. 

22 de nov de 2010

Homem mata o namorado da ex-mulher a facadas


Reprodução 

Miguel Machado ainda tentou se esconder em um banheiro para se livrar do homicida
IPABA – Um assassinato foi registrado pela Polícia Militar de Ipaba no início da madrugada deste sábado (20). Edilson Martins dos Santos, de 41 anos, matou a facadas o namorado de sua ex-mulher, Miguel Machado Pereira, 43. O crime aconteceu na casa em que a vítima residia, na Rua Manoel Inácio de Souza, no Bairro Nossa Senhora das Graças. O assassino foi preso na BR-458, perto da ponte metálica. Ele foi autuado em flagrante na 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil (1ª DRPC) de Ipatinga e mandado ao Centro de Remanejamento de Presos (Ceresp).

De acordo com testemunhas, Edilson estava completamente inconformado com o fim do relacionamento com a ex-mulher. Neste sábado, pouco depois da meia-noite, ele foi à residência que ela morava com Miguel e cometeu o homicídio. Segundo o que a Polícia Militar apurou junto a testemunhas, o assassino jogou pedras em cima do imóvel. Quando Miguel saiu para ver o que estava acontecendo, acabou surpreendido por Edilson, que invadiu a residência e desferiu facadas nas costas e tórax da vítima, que ainda tentou se esconder em um banheiro. Os filhos da ex-esposa do homicida ainda tentaram impedir o crime, mas, por serem crianças e adolescentes, não conseguiram. 

Denúncias anônimas à 1ª DRPC de Ipatinga davam conta que Edilson caminhava desorientado pela BR-458. Policiais conseguiram localizá-lo e prendê-lo. Já durante a manhã, o assassino foi encaminhado ao Ceresp. O corpo de Miguel foi submetido a exame de necropsia no Instituto Médico-Legal (IML) de Ipatinga e liberado para família viabilizar velório e sepultamento ainda neste sábado. 

16 de nov de 2010

Jovens de Ipaba tem a alegria de sediar o DNJ

Ipaba - Mais de 600 jovens das paróquias da forania de Inhapim participaram do Dia Nacional da Juventude, no último domingo, 14 de novembro, em Ipaba. Desde a entrada da cidade, já se podia ver estampada no rosto dos jovens de Ipaba a alegria de sediar o DNJ, através de uma acolhida bem animada. A juventude cantava alegremente, recebendo os visitantes.

No ano em que o DNJ comemora seus 25 anos, foi preparada em todo país uma grande festa. Começando pela escolha do tema que foi Celebrando a memória e transformando a história e do lema: Juventude, muita reza, muita luta, muita festa – Em marcha contra a violência.
A organização do evento contemplou a história dos 25 anos de caminhada. Não só os 25 cartazes foram expostos, mas também os temas de todos os anos foram relembrados com apresentações artísticas, preparadas pelas paróquias.
Três curtas palestras sintetizaram a ideia do ano jubilar. O seminarista Willis Gama falou de Muita Reza. Disse que é preciso pensar esse horizonte da oração como relação com Deus. “Qual tem sido minha relação com Deus e o que tem gerado na nossa relação com o irmão?”, questionou.
Ana Adriana, de Ipanema, militante da PJ desde sua origem na diocese de Caratinga, falou de Muita Luta, relembrando as lutas juvenis em todo o mundo, desde os anos 1920. Fez memória de 1985, ano em que se celebrou o primeiro DNJ no Brasil, e decretado pela ONU, Ano Internacional da Juventude.
A religiosa Rosângela, Irmã de Jesus na Eucaristia, abordou o último tema, relembrando as alegrias da juventude sem deixar de tocar o comprometimento requerido em relação ao reino de Deus.
Muita animação marcou o dia. A banda ATOS, de Caratinga comandou a animação, com músicas dançantes e reflexivas. Na parte da tarde, a “dança da amizade” envolveu toda a juventude presente, havendo logo após algumas dinâmicas de entrosamento, coordenadas pelos seminaristas de Caratinga.
Contudo, a maior expressão pública do DNJ foi a caminhada contra o extermínio da juventude, na qual os jovens, em marcha, percorreram as principais ruas da cidade dando o grito marcante nestes anos de campanha: chega de violência e extermínio de jovens!

Um caixão simbólico e várias cruzes foram levados pelos jovens, representando o protesto que faziam diante da dura realidade do jovem brasileiro. Ao longo da caminhada, duas paradas simbolizaram paradoxalmente a problemática do jovem contemporâneo. Enquanto numa houve uma simulação de assassinato violento, noutra a iniciativa dos capoeiristas mostrou a arte que pode envolver os jovens.
Ao fim da caminhada, a santa missa presidida pelo padre Eldécio Luís, vigário de Inhapim, encerrou o DNJ. Concelebraram os padres João Batista, de Vargem Alegre, Antônio José, de Imbé de Minas, além de padre José do Carmo Vieira, pároco de Ipaba. Este, no final, valorizou emocionado a iniciativa do DNJ. “Hoje se reafirmou o compromisso da juventude, que quer se comprometer com a construção de uma sociedade melhor”, afirmou.

O coordenador diocesano da Pastoral da Juventude, Jonas Miranda, disse que o DNJ foi um momento maravilhoso, no qual se pode ver a força da juventude, uma juventude alegre, juventude que luta, que reza, que faz festa. “Durante um dia pode se contemplar essas três características da juventude católica, pois somos uma juventude que não só quer saber de oba-oba, mas sim uma juventude que quer uma vida melhor, que quer viver com dignidade e que está realmente engajada na luta por justiça”, afirmou. Disse ainda que o momento estará sempre marcado no coração daquela juventude. “É por isso que agradecemos à todos pela ajuda na realização deste evento, aos padres, seminaristas, irmãs, a cada jovem que de uma forma ou de outra contribuiu para que este dia maravilhoso acontecesse e que vai ficar marcado na história da juventude da Diocese de Caratinga e da forania de Inhapim”, completou.

8 de nov de 2010

Situação Política de Ipaba no TSE, mês de Novembro/2010

Andamentos
Seção Data e Hora Andamento
COARE 08/11/2010 17:04 Enviado para GAB-AV. Conclusos ao Relator .
COARE 08/11/2010 17:03 Formados autos suplementares em 08/11/2010, em cumprimento à decisão do Relator no prot. 37841/2010, e entregues ao advogado Dr. André Ávila.
COARE 08/11/2010 17:00 Cancelado o envio para GABINETE DO MINISTRO ARNALDO VERSIANI
COARE 06/11/2010 18:52 Enviado para GAB-AV. Conclusos ao Relator .
COARE 06/11/2010 18:52 Decurso de prazo para recurso em 5.11.2010 para o Ministério Público Eleitoral.
COARE 06/11/2010 18:50 Autos devolvidos .
COARE 05/11/2010 15:59 Autos encaminhados para cópias a pedido do Dr. Rafael Vasconcelos OAB 31577/DF.














5 de nov de 2010

População ipabense aumentou e conta agora com 16.583 habitantes

Ipaba, conta agora com 16.583 habitantes,  contra 14.531 moradores no último Censo.

IPATINGA – O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira (4) os dados preliminares da população residente em cada um dos 5.565 municípios brasileiros, apurados no Censo 2010. De acordo com o relatório, a população atual de Ipatinga é de 224.636 habitantes, tendo aumentado em 12.140 pessoas nos últimos dez anos ou 5,7%. O número representa uma média de 1.214 novos nascimentos a cada ano. Apesar do baixo crescimento populacional, Ipatinga continua na frente dos outros municípios da região em números absolutos. Proporcionalmente à sua população, o crescimento mais explosivo foi de Santana do Paraíso, que saltou de 18.155 em 2000 para 26.810 moradores em 2010 (47,5%). Governador Valadares, a principal cidade do Vale do Rio Doce, subiu de 247.131 para 255.475 habitantes (3,3%).

O Censo Demográfico 2010 foi realizado no período de 1º de agosto a 31 de outubro. Em todo o país, foram recenseadas 185.712.713 pessoas. A população de cada município também foi publicada no Diário Oficial da União, de acordo com a lei complementar nº 59, de 22 de dezembro de 1988, e com o artigo 102 da Lei nº 8443, de 16 de julho de 1992.

Nos quatro municípios que compõem a Região Metropolitana do Vale do Aço, o índice populacional aumentou mais em Santana do Paraíso. Segundo os dados preliminares do Censo 2010, se a população de Ipatinga passou de 212.496 para 224.636, em Coronel Fabriciano houve o salto de 97.451 pessoas recenseadas em 2000 para 103.008 em 2010. Já o número de residentes em Timóteo também sofreu pequena alteração. Em 2000 foram contabilizados 71.478 moradores enquanto que neste ano, foram encontrados 77.316 residentes. Contrastando com as outras cidades, a população do município de Santana do Paraíso, que contava com 18.155 moradores em 2000, saltou para 26.810 moradores.

Belo Oriente tinha 19.516 em 2000 e agora possui 23.115 pessoas. Entre Folhas possui hoje 5.158 pessoas, enquanto que em 2000 eram 5.054 habitantes. Iapu aumentou sua população para 10.036 habitantes (em 2000 eram 9.718). Jaguaraçu tinha apenas 2.855 habitantes em 2000 e agora possui 2.943 moradores. No Censo deste ano, o município de Pingo D'água ficou com 4.420 habitantes enquanto que em 2000 foram identificados 3.820 moradores. 

Comissões Censitárias
VÍVIAN BORGES 
O GERENTE DO IBGE, João Braga, informou que as prefeituras terão 20 dias para apresentar suas avaliações ou contestar os números

Os resultados preliminares serão apresentados às prefeituras por meio de ofício do IBGE e em reuniões das Comissões Censitárias Estaduais (CCE) e das Comissões Municipais de Geografia e Estatística (CMGE), onde eventuais dúvidas sobre eles deverão ser esclarecidas. As comissões funcionaram como um canal de comunicação entre o IBGE e a sociedade e participaram de todo o processo de realização do Censo 2010. “As prefeituras terão 20 dias para apresentar suas avaliações ou contestar os números divulgados”, informou João Braga, gerente do IBGE em Ipatinga. 

As alegações serão analisadas pelo instituto, visto que a questão é importante para as prefeituras porque é com base no Censo que os municípios recebem os repasses referentes ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Números oficiais
Ainda conforme o gerente do instituto, no dia 27 de novembro o IBGE irá divulgar os resultados oficiais. “Ainda estamos em processo de revisão. Em Ipatinga, por exemplo, cerca de 3.500 domicílios ainda não foram recenseados. Se em cada imóvel for constatada a média de 3,3 moradores, conseguiremos aumentar em quase 10 mil habitantes o número populacional da cidade”, revelou.

Nos domicílios que ainda não foram recenseados, os moradores podem agendar uma entrevista até o dia 24 de novembro ou enviar um formulário, basta clicar aqui, e preencher o formulário. 

30 de out de 2010

Tatiane Costa Klein, filha do casal desaparecido em OMAHA, conta seu drama



OMAHA, Nebraska - A filha do casal Vanderlei e Jaqueline Szczepanike diz que só sai  de  Omaha depois  que  encontrar seus pais Vanderlei e Jaqueline Szczepanik - juntamente com o seu filho Christopher, 7 anos de idade,  desaparecido em meados de dezembro. Ninguém mais ouviu falar deles ou visto desde então.

 Tatiane Costa Klein disse acreditar que sua família ainda esteja viva. Ela disse que sonha todas as noites com a mãe dela chamando-a, dizendo que ela está perdida.
"É uma situação difícil, sem saber onde elees estã agora", disse ela, através de um tradutor Português.  "Eu ainda estou preocupada com o que pode acontecer, até mesmo comigo, porque nós não sabemos nada a respeito."

Costa Klein disse que está feliz com a notícia da detenção de três homens que são acusados de gastar mais de $ 4000 do dinheiro da família.

"Minha família deu-lhes casa e algum apoio - um emprego - e esta é a minha pergunta: Eu gostaria de enfrentá-los e perguntá-los: O que fizeram com minha família?"

Desses três homens, ela disse que realmente quer falar com José Oliveira Coutinho, mais conhecido como Carlos.

Ela disse que Carlos trabalhava para seu pai, Vanderlei, por cinco anos. "Ele era um indivíduo que estava morando com eles, partilhando a mesma casa. Brincava com meu irmão mais novo, então ele era uma espécie de ... uma parte da família", disse ela.  E sua passagem em Omaha é por tempo indefinido, até  que encontrem seus pais. "Saímos daqui somente quando eu souber o que aconteceu com a minha família", disse ela.  

"Eu quero saber o que aconteceu com minha mãe, com meu irmão, com meu padrasto."

(texto retirado do site: ProjestJason (traduzido do  Inglês para Português)

"Sabe o que me deixa mais triste? É saber que  uma família está  desaparecida e que os envolvidos  são gente nossa, daqui de Ipaba. - Que tragédia!"

Veja mais  sobre esse drama nos links abaixo:



Rosângela Reis assina convênio de R$ 1,1 mi

por Diário Popular

Rosângela Reis com Marcos Antônio Dias Sampaio, secretário-Adjunto de Estado, e o prefeito de Ipaba Geraldo Reis
IPABA - Os moradores do município de Ipaba comemoram mais um fruto da parceria entre a Prefeitura Municipal e o mandato da Deputada Estadual Rosângela Reis. No dia 23 de outubro, na Praça Central foi realizado o ato público de assinatura do convênio com Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) para um financiamento no valor de R$ 1.100.000,00 para aplicação em obras de infraestrutura.
O prefeito Municipal Geraldo Reis anunciou que os recursos serão investidos em melhoramentos na avenida Agostinho Teodoro da Cunha. O evento atraiu a atenção de centenas de populares e contou com a presença da deputada estadual Rosângela Reis, o prefeito Geraldo Reis, o vice Luiz Gonzaga, os vereadores, secretários e representantes do Conselho Tutelar.
Além desse investimento, a cerimônia marcou a entrega de três veículos equipados que somados representam um investimento de quase R$ 300 mil para atender cerca de 14 mil habitantes. Trata-se de um ônibus no valor de R$ 208 mil adquiridos através de convênio com Governo Federal pelo Ministério da Educação no projeto Caminhos da Escola. Uma ambulância orçada em R$ 45 mil conquistada com o apoio da SEDESE - Secretaria de Estado para o Desenvolvimento Social e Esporte e um Fiat Uno para o Conselho Tutelar, estimado em R$ 30 mil, com verbas de emenda parlamentar da Deputada Estadual Rosângela Reis.

AGRADECIMENTOS
Durante a cerimônia, Rosângela Reis estava visivelmente feliz por retornar à cidade demonstrou total envolvimento nas eleições de 3 de outubro. Ela fez questão de agradecer a expressiva votação que obteve em Ipaba. Ao todo, foram 3.289 votos que Rosângela considerou decisivos para a sua reeleição. "Quero manifestar toda minha gratidão à população de Ipaba e reafirmar que vamos dar prosseguimento à luta para conquistar ainda mais recursos para esse município", afirmou a parlamentar.

NOVAS PARCERIAS
Ipaba é um dos municípios do Vale do Aço que viveram momentos de instabilidade política em função da troca de prefeitos. Em função disso, o atual chefe do Executivo, Geraldo Reis enfatizou importante papel de Rosângela Reis em sua gestão. "Tivemos muito pouco tempo para mostrar trabalho. Graças à forte parceria com a Deputada Estadual, vamos terminar nosso curto mandato com uma enorme folha de serviços e grandes obras", comemorou Geraldo Reis.
Rosângela Reis não somente reiterou sua disposição em dar apoio político para o município como também revelou que novas parcerias já estão em andamento na área de saúde e meio ambiente. "Vamos construir a Unidade de Saúde de Ipaba e realizar um grande sonho da população. Também apresentamos um projeto de despoluição da Lagoa e se Deus permitir, em breve o município será uma referência em preservação ambiental", finalizou a deputada.

29 de out de 2010

Tentativa de assassinato em Ipaba

Homem é baleado em Ipaba

Destaques de Ipaba - Hoje, dia 29, mais uma tentativa de homicídio foi registrada pela Polícia Militar de Ipaba.
 Segundo informações de testemunhas, o desempregado J. estava conversando  com amigos nas proximidades da rua Vila Rica com a Rua Olivia Rodrigues Vieira,  quando foi surpreendido  por 2 pessoas em uma motocicleta, que atiraram em sua direção.

Segundo  testemunhas, foram disparados cerca de 5 tiros,  a vítima saiu correndo, deixando  rastros de sangue para trás, indicando que estava ferido.

A PM foi acionada para registrar o BO. Até o presente momento,  não  sabemos o  motivo da tentativa de homicídio e nem quem são os autores, que fugiram logo  depois do crime.

Traremos maiores informações sobre esse fato, de acordo com as investigações da polícia.

Situação Política de Ipaba no TSE, mês de Outubro/2010 - Atualizado

Andamentos
Seção Data e Hora Andamento
COARE 29/10/2010 20:01 Recebido
GAB-SJD 29/10/2010 19:48 Enviado para COARE. Para providências: .
GAB-SJD 29/10/2010 19:47 Recebido
PGE 29/10/2010 19:10 Enviado para GAB-SJD. Com ciência do Vice-Procurador Geral
PGE 29/10/2010 12:44 Recebido
COARE 29/10/2010 00:36 Enviado para PGE. Intimação do MPE .
COARE 28/10/2010 17:31 Opostos Embargos de Declaração (Protocolo: 38.085/2010 de 26/10/2010 17:04:54). pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro - PMDB
COARE 25/10/2010 17:56 Opostos Embargos de Declaração (Protocolo: 37.870/2010 de 25/10/2010 16:54:11). pela Coligação Movimento Progressista de Ipaba
COARE 22/10/2010 14:25 Juntada do documento nº 36.740/2010 extração de traslado integral de autos
COARE 22/10/2010 14:24 Juntada do documento nº 36.846/2010 impugnação ao pedido de autos suplementares
COARE 22/10/2010 14:10 : decisão pulblicada no DJe de 22/10/2010, p. 53/54
COARE 22/10/2010 13:59 Publicação em 22/10/2010 Diário da Justiça Eletrônico Pag. 43. Acórdão de 07/10/2010 do(a) Reconsid no REspe nº 36049 (42130-84.2009.6.00.0000).
COARE 21/10/2010 12:38 Acórdão encaminhado para publicação no DJe (Data prevista: 22/10/2010)
COARE 20/10/2010 14:43 Decisão encaminhada para publicação no DJe de 22/10/2010.
COARE 19/10/2010 20:21 Recebido
GAB-AV 19/10/2010 20:02 Enviado para COARE. Acórdão devolvido assinado .
GAB-AV 19/10/2010 15:41 Recebido
COARE 19/10/2010 15:10 Enviado para GAB-AV. Acórdão encaminhado para assinatura .
COARE 19/10/2010 14:32 Recebido
CPADI 18/10/2010 15:56 Enviado para COARE. Autos devolvidos após atualização
CPADI 18/10/2010 15:56 Montagem atualizada
CPADI 18/10/2010 14:43 Recebido
COARE 18/10/2010 14:41 Enviado para CPADI. Autos solicitados .
CPADI 18/10/2010 14:16 Montagem atualizada
COARE 15/10/2010 20:24 Recebido
CPADI 15/10/2010 20:17 Enviado para COARE. Autos devolvidos após atualização
CPADI 15/10/2010 15:36 Montagem atualizada
CPADI 14/10/2010 18:55 Recebido
COARE 14/10/2010 18:47 Enviado para CPADI. Para atualizar autuação .
COARE 13/10/2010 19:07 Em processo de revisão .
COARE 13/10/2010 18:20 Para digitar/formatar o acórdão (sem notas orais) (JB)
COARE 13/10/2010 17:12 Recebido
CPADI 13/10/2010 17:09 Enviado para COARE. Autos devolvidos após atualização
CPADI 11/10/2010 18:27 Montagem concluída
CPADI 11/10/2010 16:20 Recebido
COARE 09/10/2010 17:44 Enviado para CPADI. Para atualizar autuação .
COARE 09/10/2010 17:38 Juntada do documento nº 35.235/2010 por Guilherme Octávio Santos Rodrigues e Tarso Duarte de Tassis - renúncia de poderes
COARE 09/10/2010 17:37 Juntada do documento nº 35.080/2010 por Guilherme Octávio Santos Rodrigues e Tarso Duarte de Tassis - renúncia de poderes
COARE 08/10/2010 10:40 Recebido
SEDIV-PS 08/10/2010 10:19 Enviado para COARE. Com certidão de julgamento
SEDIV-PS 07/10/2010 21:24 Julgado AGR NO REspe Nº 36049 (42130-84.2009.6.00.0000) em 07/10/2010. Acórdão Desprovido
SEDIV-PS 07/10/2010 21:24 Julgado RECONSID NO REspe Nº 36049 (42130-84.2009.6.00.0000) em 07/10/2010. Acórdão Não conhecido
SEDIV-PS 07/10/2010 21:23 Julgado AGR NO REspe Nº 36049 (42130-84.2009.6.00.0000) em 07/10/2010. Acórdão Desprovido
SEDIV-PS 07/10/2010 21:22 Julgado AGR NO REspe Nº 36049 (42130-84.2009.6.00.0000) em 07/10/2010. Acórdão Desprovido
SEDIV-PS 04/10/2010 19:17 Recebido
GAB-AV 04/10/2010 12:48 Enviado para SEDIV-PS. Para julgamento .

28 de out de 2010

Padre José do Carmo Vieira celebra 13 anos de presbitério



Ipaba - A paróquia Nossa Senhora da Penha, de Ipaba, festejou com seu pároco o décimo terceiro aniversário presbiteral. Foram duas noites de muita alegria, marcando incisivamente a ocasião.

Na noite do último domingo, dia 24 de outubro, a igreja matriz de Nossa Senhora da Penha se encontrou lotada com a presença de muitos membros da comunidade. Padre Zé do Carmo, como é conhecido por todos, celebrou os seus treze anos de vida sacerdotal na presença de todos. A comunidade estava toda animada, pois estava celebrando uma vida entregue ao serviço do de Deus. Com muita festa e a participação de todos os movimentos e pastorais foi prestada uma bonita homenagem ao aniversariante, homenagem esta que agradou e emocionou a muitos.




As comemorações não pararam por aí, na terça feira dia 26, dia em que realmente completaram-se 13 anos de ordenação, muitas pessoas o esperavam no salão paroquial para uma confraternização, e mais uma vez parabenizá-lo pelo seu dia, nem a chuva forte, nem a falta de energia desanimou o povo de se fazer presente para festejar aquele momento. O aniversariante agradeceu a todos por tantas homenagens e disse se sentir honrado em poder celebrar com a paróquia de Ipaba os seus trezes anos de vida presbiteral, pois todos os seus paroquianos fazem parte desta vida entregue ao serviço de Deus.



Padre José do Carmo Vieira nasceu aos 19 de junho de 1969, no município de Iapu. Seus pais são: Pedro Camilo e Maria Inácia. Ele tem sete irmãos. Foi batizado no dia 22 de agosto de 1969, por padre Léssio Guedes. Foi crismado no dia 18 de maio de 1971 por Dom José Eugênio Corrêa, entrou para a comunidade vocacional em Conceição de Ipanema em 1987, tendo como responsável pela comunidade de início padre Geraldo Magela de Lima Mayrink e, em seguida, padre José Moreira de Bastos Neto. Entrou para o seminário no dia 13 de fevereiro de 1990, onde cursou os três anos de Filosofia e quatro de Teologia. Estagiou nas paróquias de São João do Oriente e Santa Margarida, foi ordenado diácono no dia 02 de fevereiro de 1999 e, como diácono, estagiou nas paróquias de Ubaporanga e Santa Margarida. Foi ordenado Sacerdote no dia 26 de outubro de 1997 na cidade de Iapu, por Dom Helio Gonçalves Heleno.



Como sacerdote, padre José do Carmo trabalhou nas paróquias de Mutum, Dom Cavati e Ipaba, onde se encontra como pároco desde o dia 29 de março de 2009.

 

26 de out de 2010

Eleitores de Ipaba terão ônibus para votar


Da mesma forma como ocorreu no primeiro turno, os moradores da zona rural de Ipaba contarão com um ônibus durante todo o período de votação neste domingo (31). De 8h às 17h, o veículo irá transportar os moradores de Boachá, Águas Limpas e Vale Verde às seções nas zonas urbanas do município.

24 de out de 2010

Ipabenses permanecem presos nos EUA

 
IPABA – Passados dez meses desde o desaparecimento de uma família catarinense em Omaha, no estado de Nebraska, Estados Unidos, os ipabenses Elias Lourenço, 29, Valdeir Gonçalves Santos, 30, e José Carlos Oliveira, 35, permanecem presos naquele país como suspeitos de envolvimento no sumiço de uma família.
Em julho deste ano, a reportagem do DIÁRIO DO AÇO conversou com a família dos ipabenses. Na ocasião, os parentes não tinham nenhum contato com eles nos Estados Unidos. A reportagem voltou a procurar os familiares no município de Ipaba, que disseram manter contato com os acusados desde agosto. No entanto, eles informaram desconhecer detalhes sobre o andamento do processo. Sabem apenas que o consulado brasileiro em Boston contratou advogados para defender os suspeitos. Por enquanto, a informação é de que a polícia americana ainda não achou nenhuma prova que os incriminasse.
A dona de casa Maria Aparecida Gonçalves, 50, mãe de Valdeir, conta que passou a ter informações do filho desde julho, quando conseguiu contato com o consulado em Boston. Segundo ela, a ligação com o filho dura apenas 15 minutos. “E eu não falo quase nada daqui, porque quero saber notícias de lá. Mas a única coisa que ele me fala é que não existem provas contra eles sobre este desaparecimento”, conta.
Luzia Maria da Silva, 34, é esposa de Elias. Em Ipaba, ela cuida de três filhos do casal. Luzia acha injusto o marido estar preso até hoje, já que não há testemunhas e provas materiais que o incriminem. Ela afirmou manter contato periodicamente com o esposo e, por isso, acredita na sua inocência. “Meu marido saiu de Ipaba para trabalhar e não para matar ninguém e está sofrendo lá, comendo feijão e batatas cruas”, desabafa.
Segundo relata a mãe de Elias, Maria Lourenço Batista, 62, as ligações feitas pelos ipabenses dos Estados Unidos só são possíveis porque as famílias mandam dinheiro para que eles possam entrar em contato. “Meu filho sempre quer saber do meu estado de saúde e eu falo que está tudo bem, para acalmá-lo”, afirma.
Apesar da aflição vivida pelos familiares, eles ainda têm a esperança de que os presos sejam deportados pela Justiça local. Entretanto, não há previsão para isso acontecer. “Meu filho nunca deu um passo tão perdido como este, de ir para a América. Eu espero que ele volte ainda neste ano”, diz, esperançosa, a mãe de Valdeir.

Entenda o caso
O casal catarinense Vanderlei, 43, e Jaqueline, 44, mais o filho Christopher, 7, desapareceu misteriosamente no dia 17 de dezembro de 2009. Dois veículos da família foram localizados, mas não continham sinais dos brasileiros. Todos os pertences do casal foram encontrados no apartamento que ocupavam, localizado em Christian Community Center. Uma busca frustrada na residência da família foi feita por policiais.
Os três moradores de Ipaba trabalhavam para Vanderlei Szczepanik e são os principais suspeitos. Eles estão sob a custódia da polícia de imigração desde fevereiro, por se encontrarem em situação irregular no país. De acordo com a polícia, os cartões bancários dos Szczepanik começaram a ser utilizados no mesmo dia em que a família desapareceu. Câmeras de segurança mostram José, Elias e Valdeir sacando dinheiro e usando os cartões para comprar comida e roupas. Os três gastaram o total de US$ 4.347,89. O porta-voz da polícia de Omaha, Jacob Bettin, confirmou a existência de novas informações, mas disse que elas não podem ser reveladas. (Com informações do Jornal Comunidade News)
Jornal Diario do Aço

Voz do Povo

Compartilhe

Vídeos Ipaba

Loading...