Pesquise Aqui!

17 de abr de 2010

Assassinato por causa de R$ 50

Criminoso foi condenado a 12 anos de prisão 
IPATINGA – Em sessão presidida pelo juiz Antônio Augusto Calaes de Oliveira, da 2ª Vara Criminal, o Tribunal do Júri de Ipatinga condenou a 12 anos de prisão, em regime fechado, Márcio Ferreira dos Reis, de 23 anos. No dia 30 de dezembro de 2007, ele assassinou a tiros Jandislau Quirino dos Santos, 21, na localidade de Vale Verde, em Ipaba. Na ocasião, o réu, que foi defendido pelo advogado José Feliciano Neto, fugiu em uma bicicleta

Conforme o que foi explanado durante o julgamento, Márcio ficou insatisfeito com Jandislau em virtude de ele ter lhe cobrado uma dívida de R$ 50. O réu surpreendeu a vítima quando ela fechava o portão de casa, efetuando um primeiro disparo contra a cabeça dela. Após ser alvejado, Jandislau caiu. Márcio se aproximou e deu um segundo tiro, no olho.

Conforme denúncia do Ministério Público (MP), o réu agiu por motivo fútil: a cobrança dos R$ 50. Ainda ficou constatada outra agravante do assassinato: o crime foi cometido mediante meio cruel, pois “já tendo atingido a vítima com o primeiro disparo, desferiu outro tiro no olho”. Márcio ainda dificultou a defesa da vítima, pois se aproximou quando ela estava distraída fechando o portão, atingido-a pelas costas com um tiro na cabeça, impossibilitando-lhe qualquer chance de reação. O crime acabou reconhecido como um homicídio qualificado em função do recurso que dificultou a defesa da vítima. A qualificadora de motivo fútil acabou decotada. Ao réu foi concedido o direito de recorrer em liberdade.

Véspera do Reveillon 
No dia 30 de dezembro de 2007, Jandislau Quirino dos Santos, 21, foi assassinado com um tiro na nuca na casa onde morava, na localidade de Vale Verde, em Ipaba. O acusado de matá-lo, Márcio Ferreira dos Reis, 23, irá a júri popular na quarta-feira (14/05). Na ocasião, o réu, que será defendido pelo advogado José Feliciano Neto, fugiu em uma bicicleta. 
 

Garota perde a vida debaixo de trator


IPABA-MG  Outro grave acidente de trânsito aconteceu na Avenida Manoel Machado Franco, em Ipaba, no final da tarde de quinta-feira (15). Mariana Martins Silva, de apenas oito anos, perdeu a vida de forma trágica quando pedalava uma bicicleta e caiu debaixo das rodas de um tanque pipa acoplado em um trator agrícola. A menina sofreu morte instantânea. 
Segundo testemunhas, o tanque pipa molhava o asfalto quando virou rumo à Rua Serafim Pacheco. A bicicleta que Mariana estava ficou exprimida entre a calçada e o veículo. Ela se desequilibrou e caiu no asfalto com a cabeça debaixo das rodas. José Moreira Neto, de 45 anos, dirigia o trator e não foi localizado. Nascida em Portugal, Mariana morava em Ipaba com os avós há cerca de dois anos. Sua mãe, a cabeleireira Maria Marta Martins Silva, 39, ainda reside no país europeu e viria para o velório e sepultamento. 


16 de abr de 2010

Júri absolve acusado de matar o padrasto

Júri absolve acusado de matar o padrasto

Em segundo julgamento na comarca de Ipatinga ajudante de Ipaba fica livre da cadeia
O ajudante Tiago Costa Carmona, de 25 anos, foi absolvido na sessão do Tribunal do Júri realizada na sexta-feira (16) pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Ipatinga.
Ele respondia pela morte do padrasto Washington Ribeiro de Matos, 35 anos, ocorrida na avenida Galiléia, bairro Canaãzinho, no dia 1º de Maio de 2004. A vítima morreu com duas facadas no peito, como apontou o laudo do Instituto Médico-Legal.
A vítima discutiu com o enteado, como contaram testemunhas na época do crime. Em 2008, Tiago foi julgado e condenado a cinco anos de prisão, mas a Defensoria Pública recorreu e houve a anulação do julgamento.
O rapaz foi novamente levado a julgamento e o defensor público Rafael Von Boechat conseguiu que o Conselho de Sentença acatasse a tese de legítima defesa, absolvendo o réu.
Na quinta-feira (15), seria julgado o operador Genivaldo Lage da Mata, 32 anos, porém o Tribunal do Júri foi adiado por falta de promotor representante do Ministério Público.
Ele responde pela tentativa de homicídio do padeiro Bruno Silva Ferreira, 26 anos, ocorrido em 3 de dezembro de 2005 na avenida José Rodrigues de Almeida, no Centro de Ipaba em outubro de 2009. Foi a segunda vez que o réu teve o julgamento adiado.

Voz do Povo

Compartilhe

Vídeos Ipaba

Loading...