Pesquise Aqui!

13 de ago de 2011

Conexão Entreactos leva cultura a escolas da região




O grupo Entreactos, iniciou nesta quinta-feira (11), dia do estudante, o projeto Conexão Entreactos – teatro e conscientização nas escolas públicas do interior mineiro. A primeira escola que recebeu o projeto foi o colégio Tiradentes. Agora o Conexão segue para o município de Santana do Paraíso na Escola Herbet de Sousa no dia 19, e no dia 30 é a vez da escola Polivalente de Coronel Fabriciano. Em setembro o grupo viaja para os municípios de Ipaba e Bugre. O projeto é beneficiado com prêmio Cenaminas 2010, do Ministério da Cultura e o Instituto Cultural Sergio Magnani.

O PROJETO
Trata-se de uma sequência de atividades iniciadas com Teatro de Brasileiro, em que o grupo realizou diversas viagens por Minas, Rio de Janeiro e Paraná com os espetáculos “Como se Fazia Um Deputado” e “O Pacote”, juntamente com o seminário que discutia a história do teatro no Brasil desde 1500 até o século XXI.
Nas escolas da região do Vale do Aço e cidades vizinhas, o formato será semelhante. Primeiro serão realizadas duas apresentações do espetáculo “Como se Fazia Um Deputado”, totalmente reformulado para o formato de arena, uma vez que as apresentações acontecerão nos pátios das escolas e na sequência palestra e discussão com os alunos e brasileiros sobre o cenário teatral do Brasil. Dentre as questões levantadas está a relação do brasileiro com o cinema nacional, que é de total desprezo em favorecimento as produções norte-americanas.

O evento é exclusivo para os alunos das instituições, porém, interessados poderão entrar em contato com os diretores que poderão viabilizar a entrada de convidados.

O grupo Entreactos continua com as suas atividades na Rua Teresópolis, 245, Veneza. Capoeira as terças, quintas e sábados as 19h30 e o curso de iniciação teatral na creche Maria Maria no Bairro Bethânia.
Fonte:JVA

12 de ago de 2011

Ipabense suspeito de assassinar família nos EUA

Acusado de matar casal e o filho de 7 anos, Valdeir sentará no banco dos réus nesta segunda-feira 
DA REDAÇÃO/JVAOnline – O ipabense acusado de matar três pessoas da mesma família, em Omara, nos Estados Unidos, irá a julgamento popular por assassinato em primeiro grau nesta segunda-feira (15). Novos detalhes do caso foram anunciados pela polícia em abril. Até o momento, dos três suspeitos oriundos do Vale do Aço, ele é o único a ser julgado pelo crime.

Durante uma audiência no início de março, os detetives que investigam o caso disseram que o ipabense Valdeir Gonçalves Santos torturou o também brasileiro Vanderlei Szczepanik antes de esquartejar e jogar os restos mortais na ponte South Omaha Bridge. O corpo nunca foi encontrado. A esposa de Vanderlei, Jaqueline e seu filho de sete anos, Christopher, também desapareceram, mas a justiça ainda não sabe se eles foram mortos da mesma forma.

O crime teria acontecido no dia 17 de dezembro de 2009, na cidade de Omaha, Nebraska. Se considerado culpado, Valdeir pode ser condenado à morte por homicídio triplamente qualificado.

Em 2009, Valdeir ido aos Estados Unidos com a ajuda de outro brasileiro que já trabalhava para a família Szczepanik. Segundo a polícia, ele teria desenvolvido um ódio por Vanderlei e sua esposa.

Também de acordo com a polícia, do dia em que a família Szczepanik desapareceu até o momento do primeiro suspeito ser preso, foram retirados U$ 23 mil da conta bancária de Vanderlei. Os detetives acreditam que ele foi forçado a assinar cheques em branco antes de ser morto.

Os investigadores disseram acreditar que Jaqueline e Christopher Szczepanik também foram mortos, mas ainda não se sabe como teriam acontecido os assassinatos. A polícia chegou a usar um equipamento sonar no Rio Missouri na tentativa de achar evidências, mas nada foi encontrado.

Provas
As principais provas que levaram a justiça a pedir o julgamento foram as conversas com as esposas de Valdeir e de José Carlos Coutinho, também de Ipaba e inicialmente acusado do crime. Os dois brasileiros teriam confessado o crime para as esposas aqui no Brasil em uma série de ligações telefônicas. Também há imagens de câmeras fotográficas de circuito interno de segurança e outras evidências físicas, mostrando que Valdeir usou o cartão bancário de Vanderlei. O fato colaborou para que a polícia montasse a acusação contra Valdeir.

Os promotores tentariam levar as esposas dos acusados para os Estados Unidos a fim de deporem durante o julgamento, que acontece na próxima segunda-feira. Sem provas que o relacionasse diretamente com o caso, a Justiça dos EUA liberou o terceiro ipabense envolvido, Elias Lourenço Batista, que foi deportado por estar sem documentação legal no país. Elias desembarcou em São Paulo em 11 de abril e, no dia seguinte, chegou a Ipaba.
 
Esposas

Detalhes do assassinato do brasileiro Vanderlei Szczepanik foram revelados no início do último mês de março. Foram as próprias esposas de Valdeir e José Carlos quem contaram tudo por telefone à polícia.
De acordo com notícia publicada na imprensa americana, as mulheres contaram que os brasileiros torturaram a vítima, esquartejaram seu corpo e colocaram-no dentro de um saco com pedras. O corpo de Vanderlei foi então jogado em um rio.

As esposas dos acusados residem em Ipaba e são consideradas testemunhas decisivas no caso do desaparecimento da família Szczepanik. 
 
Fonte: Jornal Vale do Aço

11 de ago de 2011

14º BPM: 4º Pelotão de Ipaba inaugura PPC no Distrito de Vale Verde.

 Na data de 08 de agosto(segunda-feira), o 4º Pelotão sediado na cidade de Ipaba, materializou um grande trabalho de aproximação dos militares da Fração com esta importante comunidade do Distrito de Vale Verde que já vinha ocorrendo há mais de um ano.
O Distrito possui uma população aproximada de 4.000 habitantes, posicionado às margens da BR 458, composta por importantes clubes, sítios, chácaras e uma ampla área comercial, e que ainda não contava com nenhum tipo de policiamento voltado para os anseios da localidade.

Através de uma parceria que já vinha sendo desenvolvida entre o Pelotão e a Associação Comunitária deste Distrito, pertencente ao município de Ipaba, foi disponibilizado um local bastante espaçoso, confortável e devidamente equipado para sediar o PPC(Posto de Policiamento Comunitário) do Distrito do Vale Verde, tendo a partir de então a Polícia Militar uma referência e um local para os militares receberem a comunidade, realizar reuniões e ainda confeccionar ocorrências e relatórios de serviço relacionados a fatos ocorridos no Distrito.

O evento de inauguração do PPC contou com a participação maciça da comunidade, prefeito de Ipaba, presidente do Consep(Conselho de Segurança Pública), Escolas do Município, Banda de Música do 14º BPM, diversas autoridades políticas, militares e religiosas da cidade e região que prestigiaram o evento.

Além da inauguração do PPC, foi aproveitada a oportunidade para apresentar também à comunidade os dois militares do Pelotão que trabalharão permanentemente na localidade, Cabo Paulo Fernandes e Soldado Aroldo, sendo os responsáveis em desenvolver integralmente as diretrizes de Polícia Comunitária e ainda atuar diretamente nos crimes que mais atormentam e provocam clamor desta comunidade.

Autor: Assessoria de Comunicação Organizacional do 14º BPM

10 de ago de 2011

Comissário mantém blog para orientar a população

IPABA/IPATINGA - A fim de ampliar os canais de comunicação com a população, o Comissariado da Infância e da Juventude da comarca de Ipatinga mantém, há seis meses, um endereço na internet. O blog, intitulado VEMSER, contém informações relacionadas ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), textos sobre o trabalho desenvolvido pelos comissários, reflexões e orientações aos pais sobre como educar seus filhos. Através dele, a população pode ainda fazer denúncias anônimas contra atos que violem o ECA, encaminhar perguntas e sugerir temas. 
O endereço é o vemser.blogspot.com.

O idealizador do projeto é o comissário Mário Ferreira Duarte, que há sete anos atua como voluntário na comarca e é agente penitenciário na Penitenciária Dênio Moreira de Carvalho (PDMC), em Ipaba. Conforme o comissário, o site já apresenta no nome – VEMSER – duas de suas propostas: convidar os internautas à mudança e à superação dos desafios.
Além de contribuir para a formação dos internautas, sejam eles crianças, adolescentes, adultos ou idosos, o blog busca ainda estreitar os laços entre o Comissariado e a população. “Muitas pessoas, até mesmo dentro dos próprios fóruns, desconhecem o trabalho dos comissários. O que desejamos é mostrar o que fazemos e difundir informações de relevância para a população”, resume o Mário.
O site já possui entre seus seguidores internautas de outros estados.

Funções
O Comissariado da Infância e Juventude é um serviço essencial de assessoramento à Justiça da Infância e da Juventude, cabendo-lhe a fiscalização das normas de prevenção e proteção às crianças e adolescentes. Ele é composto por comissários efetivos e voluntários.
Entre os trabalhos desenvolvidos na comarca de Ipatinga, estão: sindicância (rondas diurnas e noturnas de fiscalização em bares, boates, shows, hotéis, motéis, estádios de futebol etc), palestras educativas em escolas e emissão de autorização para viagem de crianças e adolescentes. Este último trabalho é feito no Fórum e também no Terminal Rodoviário de Ipatinga.

Atualmente, a comarca de Ipatinga conta com sete comissários efetivos e 18 voluntários, totalizando 25 comissários. O coordenador dos comissários é o servidor Geraldo Pizani Corsini. Já o juiz responsável é o titular da Vara da Infância e da Juventude, José Clemente Piedade de Almeida. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone:   (31)3828-6577
Fonte: JVA  ONLINE

Voz do Povo

Compartilhe

Vídeos Ipaba

Loading...